Planejamento estratégico em um veleirinho

Fui velejar e vivenciei uma experiência sem igual numa simples correção de leme!

– Corrija a direção… toque o barco… mantenha a rota… – Disse o instrutor.

e continuou:

– Para onde você que ir Arnaldo?

– Não sei. – Respondi.

– Não existe não saber para onde se quer ir quando se estar numa embarcação! Tem que saber sim, o que quer, a direção. Você está olhando para onde? – Perguntou ele.

– Para a proa do barco, ali, ali! -Respondi inseguro.

– Mire longe, bem longe e use o cabo-de-aço que segura o mastro principal como alça de mira para manter a rota. – Me orientou ele mais uma vez.

– Ok capitão!

Depois de alguns segundos observei que o barco segurou a direção (o rumo).

Então o instrutor falou:

– Está bem melhor! Você sabe para onde vai, está mantendo a rota, então arroche os panos (caçar o cabo da vela mestra), segure o leme (mantenha a rota) e vá corrigindo a rota conforme os ventos, as ondas vão tentando lhe tirar da rota. É praticamente impossível não chegar ao destino final quando se sabe para onde quer chegar e mantém o alvo (rumo da proa) em direção ao local desejado é arrumar e ajustar as velas na melhor posição e controlar o leme mantendo a direção do barco em linha reta. Só Deus para impedir de chegar!

–  Dei um grito power de euforia!

Sinceramente, experimentei em tempo real o que faço e digo para fazer nas empresas que presto serviço de inteligência estratégica nos últimos 8 anos.

Foi uma das experiências mais marcantes que já tive, olha que sou do mar faz tempo!

Vi e senti, que precisava realizar várias atividades ao mesmo tempo para manter a direção do meu objetivo, que para conseguir atingir macro objetivos por mais hiperativo que eu seja, tenho que executar uma coisa de cada vez (veleiros só andam em linhas retas ou quase retas no meu caso).

Uma tarefa por vez demanda várias outras micro tarefas.

No dia-a-dia, seja empresarial ou pessoal, cada tarefa demanda micro tarefas. Cada objetivo de longo prazo se desdobra em objetivos de médio e curto prazo (o que chamamos de desdobramento do planejamento). E a cada dia, atividades e tarefas têm que estar ligadas ao objetivo final, ao destino final.

Quando se sabe para onde quer levar sua empresa é impossível (se Deus quiser) não conseguir!

Vamos as regras:

  1. Mire longe.
  2. Chame pessoas para ajudar você a arrochar os panos.
  3. Mantenha o controle (segure o leme) = Finanças, PDCA, RH, TI.
  4. Conte comigo para ser seu instrutor empresarial.
  5. Bons ventos!

 

 

 

 

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close